repete roupa!: semana 8 - um crop top xadrez e 7 jeitos de usar (incluindo 2 sem barriga de fora!)

segunda-feira, 27 de fevereiro de 2017

semana 8 - um crop top xadrez e 7 jeitos de usar (incluindo 2 sem barriga de fora!)

semana 8 foi bacana, foi legal, foi top como dizem os jovens.


vocês lembram de quando crop top chamava mini blusa? pois é, eu amo crop tops desde que eles chamavam mini blusa, e olha que eu era uma criança nesses bons tempos. quando a tendência voltou com tudo e a mini blusa reapareceu com nome em inglês, eu me joguei. sério, gente, acho que nunca na vida eu investi tanto numa tendência quanto investi em crop tops. mas claro tudo isso está no meu passado de consumista compulsiva, até porque eu acredito que comprei todas as opções possíveis existentes de crop top e nem teria razão pra adquirir mais (o que é levemente mentira, porque se existe uma estratégia das lojas e confecções pra gente nunca parar de comprar é que sempre - SEMPRE - tem um modelo novo, uma cor nova, uma estampa nova). bom, depois de fazer aloka da mini blusa de loja de departamento (que hoje dia também mudou prum nome em inglês, né, acho meio desnecessário - as coisas tem nomes, já, não precisa renomeá-las em outra língua. mas isso também é uma estratégia pra convencer a gente a comprar, né? mini blusa vira crop top, cigarrete vira skinny, boca de sino vira flare, loja de departamento vira fast fashion, e nessas a gente compra tuuuudo as mesma coisa que já tinha comprado umas décadas atrás achando que é novidade), percebi que muitas das blusinhas não me valorizavam, não me deixavam mais sexy, nem mais interessante, nem mais cool, nem mais nada, e aprendi pouco a pouco quais os tipos de crop top melhores pra mim, pro meu corpo, pra minha altura e pro meu estilo. dos que sobraram, esses xadrez é um dos meus xodós.

vamos primeiro pontuar que xadrez, gente, não importa o que as pessoas das muódas digam por aí, não é uma estampa fácil. o que não quer dizer que eu não ame, mas acontece que xadrez pode ser uma estampa muito monotemática. no geral roupas xadrez são roupas de inverno, o que pra mim dá uma impressão meio caricata de que eu tô vivendo num país nórdico em que neva 8 meses por ano. acho que as cores comuns das estampas xadrez me remetem a isso, são cores muito pouco brasileiras (mesmo pro inverno), o que faz eu me sentir meio "poser". meio wannabe irlandesa, sei lá.

outra coisa que me incomoda no xadrez é que a quantidade de cores e a maneira como elas se combinam me faz achar muito difícil sair do clichê combinandinho: pega uma das cores da estampa e reproduz nas outras peças. acho mega boring, gente, e eu gosto de ser pelo menos um pouquinho imprevisível. xadrez também é difícil de combinar com outras estampas - se a gente quiser ousar mais do que as tais das listras, que eu particularmente nem considero "estampa". listra pra mim é neutro, combina com tudo.

mas então, pequena melody, pra que segurar com você uma roupa em estampa que você nem gosta de usar?

ahhh meus amigos, mas já disseram por aí que é fora da nossa zona de conforto que a mágica acontece, não é mesmo? so be ready for some magic!



esse crop top faz parte de um conjuntinho de blusa e saia xadrez da gloria coelho! e vejam bem, eu ainda não considero meu poder aquisitivo no nível de sair por aí comprando roupa de estilista, então preciso dizer que: esse conjuntinho de blusinha e saia da gloria coelho foi um achadíssimo de brechó!! e digo mais ainda: é um achadinho de brechó da gloria coelho de antes da marca levar o nome dela - é uma roupa da extinta e incrível marca G (G de gloria, eu suponho, mas nunca dá pra saber os mecanismos obscuros do cérebro das outras pessoas, né) (nem dos mecanismos obscuros do meu próprio cérebro eu manjo muito, o que dizer do cérebro de gloria coelho) (estou usando bastante o nome de gloria coelho porque , né, vai que alguém importante cai aqui e se apaixona pelo meu blog)

a saia do conjuntinho eu desisti de usar por todos os motivos de xadrez que mencionei aí em cima, além de ela ser meio esquisita (essas roupa doida de estilista, né, coisa de quem é avant gard e tal), ela tinha botões mas era reta e tinha uma parte na cintura pra amarrar tipo um sarong, ou seja, nada a ver. (nada a ver comigo, claro. hoje em dia minha irmã cuida muito bem da saia, obrigada, assim como de muitas outras roupas das quais eu abri mão). a blusinha quase foi embora junto, mas não coube na hermana então eu decidi resgatá-la. (vamos pausar aqui e discutir o assunto CONJUNTINHO COMBINANDO: sei que tá na moda de novo - e deve ter algum nome em inglês novo também -, até tentei usar esse da gloria coelho pra honrar as ideias da artista, mas gente?? acho uó, vocês me desculpem. quer coisa mais sem graça do que usar a mesma estampinha em cima e embaixo? kd imaginação, kd ginga, kd personalidade)

(queria pedir desculpas pela quantidade de parênteses mas, né, o que há pra se não gostar em parênteses, você pode interromper qualquer assunto pra falar de qualquer outro e fica tudo bem - mas esse parênteses em específico foi pra dizer que apesar de eu ter problemas com xadrez e com conjuntinhos, ainda gostaria muito de fazer um visu ALL PLAID com mistura de xadrezes diferentes, como a figura abaixo ilustrará)


(notem que as cores dos xadrezes são levemente incomuns, levemente diferentes dos clássicos tartan, burberry, etc)

bom, chega de papo e vamos pros visus que essa semana, gente, tem pra todos os gostos: tem mix de estampa, tem saia midi, tem saia maxi, tem saia plissada, tem pantalona, tem barriga de fora, tem barriga coberta, tem preto, tem cor, só não tem conjuntinho combinando porque não dá pra mim.



  • segunda, 20 de fevereiro

comecei simples, né, como (quase) sempre. saia longa plissada + crop top é meio que meu uniforme (ou era, até eu começar esse blog): se eu não sei o que vestir, saia longa e crop top resolvem qualquer parada, valorizam o corpo, alongam as pernas, criam um ponto focal na cinturinha que dá aquela impressão de corpo ampulheta, tudo de bom TDB. essa saia cinza apareceu aqui na primeira semana, e ela é um dos meus grandes amores de vestuário. só não usei mais vezes esse ano porque essa brincadeira de repetir roupa tá, curiosamente, me forçando a não repetir tanto assim as peças que eu repetiria sem nem me questionar. já comentei aqui no blog que cinza é o meu go-to neutral - o que o preto é pra alguns o cinza é pra mim. ademais, os anéis de sempre, a bolsa de sempre, e uma das rasteirinhas de sempre.



  • terça, 21 de fevereiro


look crop top sem barriga de fora! terça é dia de dar aula na escola de ensino infantil - que também é levemente mais conservadora que a outra escola onde trabalho, então preciso esconder barriga, além de precisar vestir algo confortável porque meus alunos, gente, tem 2 anos, e eu tenho que ser ativa o tempo todo: sentar no chão, levantar, ir ao parquinho, brincar, correr; toda uma vantagem aí em ser professora afinal não preciso de academia. 

esse vestido eu comprei uns anos atrás no walmart (pois é, gente, o hipermercado) porque eu precisava justamente disso: roupas frescas e confortáveis que eu pudesse vestir pra dar aula pras crianças e continuar apropriada pro ambiente escolar. comprar roupa em supermercado (assim como em loja de departamento) não é nada consciente e nada sustentável, mas eu já comentei algumas vezes que estou numa jornada, e alguns anos atrás, embora eu já quisesse parar de comprar roupas produzidas em fábricas em países asiáticos cujos trabalhadores provavelmente não recebem compensação digna, eu ainda não tinha maturidade o suficiente pra transformar o desejo em ação. acredito, mesmo, que muitas mudanças, muitas escolhas, provém de maturidade, de aprendizados, e esses aprendizados só existem nas nossas tentativas e erros, né. e claro, de nossas necessidades. na época eu precisava de vestidos baratos pra dar aula nos dias de verão senegalês, e infelizmente roupa barata ainda não é sinônimo de moda sustentável e consciente.



  • quarta, 22 de fevereiro


na quarta eu quis investir nessa de mix de estampas pois minhas muitas fãs imploram por mistura de estampas como se não houvesse amanhã (risos). a verdade é que eu amo misturar estampas, e acho de leve assim que tenho um leve talento pra coisa. existem várias regrinhas e estratégias pra misturar estampas, que levam em consideração não apenas as estampas, mas as cores, os constrastes, e o corpo e tipo físico da pessoa que vai usar as estampas. mas eu sou eu e gosto de aprender as coisas só pra poder ir lá e fazer diferente, então não penso em nada, não considero harmonia dos desenhos, não lembro que sou baixinha e com bunda grande, não penso em círculo cromático, nos tamanhos das estampas, em nada. talvez eu na verdade considere todos esses elementos sem nem saber, mas no geral eu simplesmente digo pra mim mesma "tô afim de usar isso. e isso." e visto e tcharam. acredito que todas as regrinhas de estilo, proporção, cor, que a gente aprende quando faz curso de consultoria ou quando pega um desses livros tipo o chic da gloria kalil só servem pra prender as mulheres ainda mais em regras que as fazem sentir inadequadas e feias. 

eu sei que muitas dessas regras, se usadas com parcimônia, respeitando os gostos e o estilo da mulher em questão, funcionam na verdade pra melhorar nossa imagem e auto-estima, mas sou sempre a favor da escolha pessoal e do fodaçe às regras. regra boa é regra quebrada. inclusive, acredito que quando a gente domina as tais das regras o suficiente pra conseguir desviar delas é que encontramos o que por aí chamam de "estilo pessoal". meu pequeno tutorial pra encontrar seu estilo pessoal: esqueça as regras, esqueça as tendências, e definitivamente esqueça os blogs de "look do dia" (tô ciente de que isso pode ser um tiro no pé, mas vem de experiência própria)



  • quinta, 23 de fevereiro

quinta é dia de dar aula das 7 da manhã às 6 da tarde, OU SEJE, tá fácil não. passo o dia inteirinho de pé, de manhã tenho que lidar com adolescentes tagarelas e meio que loucos e a tarde com os 2-year-old fofos mas incansáveis. preciso de muito conforto e preciso estar vestida apropriadamente. achei o vestido preto uma saída ideal, acho o caimento e o comprimento dele maravilhosos (e ele tem um decote nas costas divino que vocês infelizmente não terão a chance de ver dessa vez). mais um look com crop top sem barriga de fora: WIN.



  • sexta, 24 de fevereiro


na sexta decidi dar uma variada do visu saia - até porque a proposta do blog é dar ideias diferentes de como usar a mesma peça, e tudo bem, posso usar com saias e vestidos de comprimentos diferentes, mas ainda são saias e vestidos. minha ideia inicial era usar o top com uma pantalona preta, mas fiquei com preguiça de repetir o preto (além na semana camiseta do namo sujei a calça com chocolate e ainda nao lavei, então não rolou) 

quis continuar na brinks da mistura de estampas e achei essa calça uma escolha muito boa - a blusa tem verde e azul mas quase não dá pra ver porque os tons de rosa são os mais fortes, então não fica aquele combinandinho tedioso, e a calça com estampa de folhas, na minha opinião, é mara (como dizem os jovens). acho a estampa de folha uma ótima alternativa pra sair do floral - tenho tido uma mega preguiça de estampa floral, mas curto a vibe natureza então tento optar por folhas. o legal da calça pantalona estampada é que ela é super fresca e confortável, especialmente se a gente comparar com calça jeans e social, além de ser fácil de transpor pra diferentes situações: com uma camisa branca e um sapato mais sério, a calça pode ir pro escri. com biquini ela pode ir pra praia. com uma blusa maravilhosa com brilho decote e tudo de bom, ela vai pra balada. must have! (na verdade nada é um must have, must have é só aquilo que você considera necessário, não deixe os outros decidirem isso pra você)



  • sábado, 25 de fevereiro


teve chuvinha, teve tempo ameno, teve festinha de família na casa do tio, então teve visu conforto com calça jeans e maxi cardigan. queria muito usar esse crop top com calça skinny, mas tinha quase certeza que não ia rolar por motivos de: calor que só existe no brasil e no planeta mercúrio. não sei vocês, mas se tem uma coisa que eu não faço de jeito nenhum é me torturar com calça jeans no calor. acho loucura quem curte, mas, né, cada um cada um. porém, no sábado tava mais fresquinho, eu tava com preguiça de pensar muito no que vestir, acho que deu certo. crop top soltinho com calça justinha: vem ni mim. acho que fica muito mais divertido e até mais sexy do que top justinho com calça justinha, que é uma tentativa sempre meio óbvia de sensualizar. mas isso, claro, depende do estilo de cada uma de nós e do que nós pessoalmente achamos que é sexy e que não é. 


  • domingo, 26 de fevereiro

no domingo na verdade eu fiquei em casa o dia todo pois: carnaval. essa roupa eu usei bem rapidamente pra ir ao mercado e acho ela legal porque dei uma variada no rolê mix de estampas e fiz o que disse que não gosto de fazer que foi isso de pegar uma cor da estampa e repeti-la em outras peças - no meu caso, na saia. acho que o fato de a saia ser midi e com botões modernizou um pouco a repetição de cores (só não sei explicar por que, já que nem saia midi nem saia de botões são coisas assim muito modernas) e achei bom usar a blusa numa versão mais comum, mais fácil de reproduzir, e de uma maneira que pra muitas mulheres é confortável e não tem riscos de errar.



queria poder dizer algo sobre o que vai acontecer na semana 9 mas a verdade é que só volto a trabalhar na quinta e acho que vou passar o resto dos dias em casa de pijama vendo filmes, então não sei nem se vai ter roupa pra repetir. mas eu não sou de desistir (como todo brasileiro, não é mesmo) e nem que eu comece a semana só na quinta, há de haver post repetindo roupa na semana 9 - até porque semana 10 vai ser comemorativa do sistema numérico decimal e ao invés de repeteco de roupa vai ter tema da semana! o tema já foi escolhido (por mim mesma porque recebi 15 sugestões mas zero votos, talvez porque eu não seja assim popular o suficiente pra pedir pras pessoas votarem em alguma coisa, né) e acho que vai ser awesome. 



6 comentários:

Ludmila . disse...

minha combinação preferida foi a de domingo porque não consigo não combinar! Sou tipo vó que compra as coisas de parzinho!

Kika Tankevicius disse...

Amei a combinação com a pantalona de folhas!Rosa com azul/verde fica tão lindo!E sigo ansiosa pela semana 10 vai ser a melhor semana mal posso esperar

eliane percino disse...

Eu sempre gostando do convencional... a composição de 2a feira foi a melhor!

Beatriz disse...

1. Também ME RECUSO a usar calça jeans no calor.

2. ADORO o visual que você odeia (pegar uma cor da peça pra combinar) e faço isso muito. Hahahaha...

3. Curioso, tem umas misturas de estampa que eu gosto e outras não. Por que será?

4. Quando fiz minha semana da saia maxi, pela primeira vez na vida vi a possibilidade de usar um crop top. Não tenho e nunca cogitei a possibilidade de ter por motivos óbvios de gorda e pneus e barriga de fora jamais - apenas com roupa de banho porque já me libertei nesse aspecto, embora ainda tenha vergonha e odeie mostrar a barriga. Aí tava pensado em comprar um pra usar igual a maioria desses looks aí. Será que fica bom? Não manjo de crop top, me dá sua opinião.

5. Senti falta dos seus bichinhos. :P

Beijos!

Camille disse...

Eu queria usar um cropped sem me sentir gestante. Não sou gordinha. Estou apenas 5 kilos acima do peso que eu gosto de me ver, que eu sinto que as roupas vestem gostoso, ganhos ao longo de 2 anos de casamento. Saia longa ainda uso mas fico com a bunda enorme (tenho quadril largo) e meço 1,58. Juro que tento nao ligar e usar, mas acho que fica tao lindo nos outros. Mas só nos outros.

mel disse...

camille, miga, eu tenho 1,53, bunda gigante e meu peso flutua entre 50 e 55 quilos (aproximadamente, eu nunca me peso então não sei exatamente). dá pra usar saia longa e crop top sem parecer grávida, é só aplicar umas liçõezinhas de consultoria!