repete roupa!: semana 14 - 1 saia branca romântica, 5 maneiras de usar

segunda-feira

semana 14 - 1 saia branca romântica, 5 maneiras de usar


essa saia (sim! isso é uma saia!) comprei uns 10 anos atrás, usei muito, enjoei, passei adiante, e recentemente a redescobri no guarda-roupa da minha irmã, de onde a resgatei porque faz tempo que eu queria uma saia mais romântica, clara e neutra, e tinha esquecido completamente dessa. essa saia é amor, gente: ela é branca, de laise, com botões na frente, forro aparecendinho por baixo e: BOLSOS. saias e vestidos com bolsos são o santo graal da moda feminina, gente, tô ainda pra conhecer uma mulher que não se empolgue com uma peça com bolsos. inclusive acredito que a resposta padrão programada na nossa mente pra quando alguém elogia um vestido ou uma saia com bolsos seja: "obrigada! TEM BOLSOS, OLHA @_@" (esse emoticon esquisito devia representar olhinhos brilhando, mas não sei se deu certo). fica aqui meu recado pros fabricantes de roupa de mulher: né por nada não, gente, mas mulher também carrega documento, dinheiro, carteira, celular; mulher adora roupa com bolsos e especialmente roupa com bolsos em que realmente cabem coisas. outra coisa que eu, particularmente, adoro é sair sem bolsa, e sabe a única situação em que eu posso fazer isso? quando algum fabricante de roupa pensa, também, que roupa tem uma função além do "ser bonita", pensa nos usuários das roupas (nós, mulheres) e pensa nos estilos de vida possíveis e aí junta tudo isso e fabrica uma roupa que faz sentido estéticamente E funcionalmente.

ou seja: bolsos são amor.



eu nem sequer peguei a saia de volta pensando em fazer uma semana só com ela, mas foi o que aconteceu e às vezes o destino simplesmente faz as coisas serem do jeito que elas devem ser, né. amay essa semana, achei todos os visus legais, mesmo os mais simples, e confirmei minha teoria de que branco, gente, é muito melhor que preto. also, fizemos nessa parede que não por acaso é a parede da fachada da minha casa, e o namo (e fotógrafo oficial do repete roupa!) curiosamente apontou que justo a roupa com a combinação mais clássica de cores (preto e branco) foi a que combinou menos com o cenário escolhido, então fica a lição pra todos nós que recorremos ao p&b como mix indiscutível e eterno: às vezes usar cor é melhor, deixa mais coeso, mais equilibrado, menos engessado.

durante a semana variei nas cores que usei pra combinar com a saia (essas maravilhas de usar roupa branca: combina com qualquer coisa) e tentei variar as possibilidades que a saia oferecia: botõezinhos abertos ou fechado, saia por cima, saia por baixo, saia como blusa, etc. acho que o resultado foi uma semana de roupas interessantes, ás vezes meio man repeller mas o romantismo da saia trouxe feminilidade e leveza a todos os visus, até os mais esquisitos.

mas vamos aos visus que ninguém tem tempo pra perder nessa vida, não é mesmo (e também porque assitir minha inaptidão pra ser modelo é uma ótima maneira de se divertir nessa segunda-feira)







  • terça, 4 de abril

comecei a semana sem saber o que vestir, sem ideias e sem vontade de pensar muito. pra minha sorte segunda-feira normalmente é meu dia de home office, então posso ficar de pijama sem muitos problemas. na terça olhei pra essa saia que eu tinha acabado de recuperar e decidi que o fato de eu ter a tirado das mãos da minha irmã tinha que ser honrado pelo seu uso merecido. quando montei essa combinação tava na verdade cogitando repetir a camisa, mas acabei vendo muito mais possibilidades na saia.


esse visu foi tranquilex, sem pretensões, e eu tava meio com preguiça de tentar inovar (tava com preguiça até de escolher a roupa, talvez por isso a simplicidade do negócio). quando sinto que a roupa tá simples demais, meio todo mundo faz, gosto de usar os acessórios pra dar aquela personalizada no rolê, por isso os brincos. não sei se já deu pra reparar por aqui, mas pra mim o acessório, ao invés de definir pra onde o look vai (aquela coisa de a mesma roupa vai do escri pra balada trocando apenas os acessórios, sabe), define a vibe do visual. coloco acessórios quando acho que eles complementam a roupa, não quando quero que a roupa vá de um ambiente pra outro. pra mim qualquer roupa vai pra qualquer lugar, desde que a roupa seja interessante. e pra mim, acessório entra pra deixar a roupa interessante, e se a roupa já é interessante sozinha, costumo deixar os acessórios de lado. (isso é coisa recente, inclusive. quem me conhece a algum tempo já me viu na fase em que eu não saía de casa sem os dedos lotados de anéis e sempre um brinco ou colar PÁ. agora me acho meio cheia de coisas demais quando coloco um acessório sem ter pensado no equilíbrio que ele traz pra roupa). ou seja, capaz de eu ir pra balada, jantar elegante, etc, sem acessório nenhumzinho, pois não acho que é isso que compõe o visual.



  • quarta, 5 de abril

na quarta quis brincar com isso dos botões da saia, e fiz uma sobreposição com outra saia de botão, pra criar essa coisa de camadas na roupa. gosto da surpresa de uma saia em cima da outra, gosto do fato de a roupa vista de trás ser uma coisa e de frente outra, e gosto simplesmente de usar duas saias juntas só porque não é alguma coisa que a gente vê por aí. mantive o resto do visu branco pra não pesar muito - o fato de eu estar de duas saias, mesmo que as duas sejam de cores sólidas, já faz o look. qualquer outro elemento deixaria o visu meio kitsch, que também já foi uma estética que eu curti muito, mas ultimamente prefiro surpreender pela inovação do que pela quantidade e diversidade de coisas penduradas em mim.



  • quinta, 6 de abril

a brincadeira da sobreposição de saias me encantou, e resolvi agora deixar a saia branca por cima. mantive novamente poucas cores na roupa porque o uso diferente dos elementos da roupa já traziam informação o suficiente. sobreposição de saias, assim como sobreposição de vestidos (que eu tenho usado nas últimas semanas), foi uma descoberta maravilhosa. é assim que a gente usa a mesma roupa ao máximo de seus potenciais, e agora ao invés de uma saia branca, eu tenho uma saia branca E uma saia branca com forro vermelho. WIN. a camiseta do wally é um das ~~favoritas do público~~ e até o ano passado eu a usava super pouco porque tenho uma certa dificuldade com vermelho. curiosamente, tenho uma blusa igual a essa só que azul e branca (gosto bem mais de azul do que vermelho), que eu usava muito mais mas que esse ano usei exatamente zero vezes até agora. 


  • sexta, 7 de abril

desde a semana 2 desse blog tenho trazido as saias pra parte de cima do corpo pra usá-las como vestidos ou blusas. essa saia não poderia ser diferente, e aproveitei que o tempo tem estado mais ameno pra usar de novo essa saia preta de couro falso, e já matei dois coelhos numa só (que expressão horrorosa, hein gente, vamo combinar) e montei o visu black&white que o mundo das muódas parece amar. eu não amo muito não, falando a verdade, acho uma combinação óbvia e sinceramente das menos interessantes visualmente. a combinação de branco e vermelho da quinta e de roxo e branco da terça foram muito mais bonitas de olhar. mas nada que não se resolva com um azul de uma peça jeans, e foi aí que entrou a jaqueta (claro que o fato de estar meio friozinho na sexta também foi um fator importante pro uso da jaqueta)


  • sábado, 8 de abril


no sábado continuei usando a saia como blusa, e dessa vez queria uma roupa mais casual, mais urbana, mais ~~street~~ como se diz hoje em dia. na verdade acho que tudo que eu queria era diminuir um pouco o romantismo da saia, que mesmo quando usada como blusa é bem bufante. o laise do tecido também faz o romantismo aflorar, e a combinação do volume, com a cor, com o tecido deixavam tudo meio girly demais. resolvi o rolê com essa calça jeans DIVA que comprei por 3 reais num lugar aqui perto de casa chamado BRESHOPPING, que é meio fedido e desorganizado, mas vende roupas por preços REALMENTE acessíveis. a calça é na verdade masculina, eu simplesmente coloco um cinto pra manter ela na minha cintura, e o caimento é apenas maravilhoso. não tem nada a ver com boyfriend jeans e mom jeans, é outro rolê, é uma calça extremamente confortável (afinal, masculina: as roupas de homem são sempre mais confortáveis), e ela tem bolsos que vão quase até o joelho então dá pra encher de tranqueira e se livrar da bolsa. essa calça é o que eu chamaria de amor em sua mais sublime forma, e foi a peça de roupa mais barata da minha vida (talvez possamos colocar em primeiro lugar o casaco de inverno que comprei na adolescência por 5 reais num bazar de igreja, mas considerando que ele se despedaçou há já muito tempo, mantenho a calça no pódio) 

inclusive tô achando um absurdo eu ter usado essa calça pela primeira vez nesse ano só agora, e lembrei que na semana 4 repeti uma calça boyfriend que tinha comprado no fim do ano passado porque eu aparentemente precisava muito de uma calça mais larguinha. pensando seriamente em desapegar da calça boyfriend e manter só essa calça maravilhosa de brechó, que tem um caimento muito mais legal, uma cor mais legal, cujos rasgos são realmente devidos ao tempo de existência da roupa... enfim, uma calça que não é fruto das tendências do momento mas diz muito mais sobre mim.



o cinto também é de brechó e é um dos meus xodózinhos: comprei no mesmo dia em que comprei o vestido da semana 1, num dia em que eu e uma amiga havíamos combinado de bater perna pelos brechós da vila madalena mas acabamos não encontrando quase nada. pra mim, sobrou esse cinto e o vestido da semana 1, pra minha amiga sobrou um blazer acinzentado divo, que vez em quando a vejo usar e sempre me surpreendo com a beleza, a estrutura e o caimento do treco. ou seja, pra um dia reservado às compras não tivemos muito sucesso, mas o pouco que encontramos está sendo realmente usado e foi uma adição relevante ao nosso armário. isso sim é que é compra boa, me deu até saudadinha de fazer compras (deu saudadinha da amiga também, que nem só de compras da pra viver né)



domingo não teve visu porque a única coisa que fiz foi ir ao supermercado (usei a calça do sábado com minha camiseta do pijama, que por acaso é uma camiseta muito legal dos rolling stones que eu customizei, acho até que já mostrei ela por aqui). 


a roupa do sábado foi definitivamente minha favorita, seguida pela da terça. obviamente, me sinto mais em casa usando roupa meio esquisita do que roupa fofa, e gosto de ver que cada vez mais me permito as esquisitices sem me sentir self-conscious.





hoje começa a semana 15 (e esse número quase me deu vontade de fazer semana comemorativa de novo e inventar algum tema doido, mas, né, too soon) e embora nessa segunda eu não vá trabalhar apenas de casa, ainda não decidi o que vou repetir. essa decisão tem sido cada vez mais difícil, mas ao mesmo tempo sinto que minhas ideias de combinações estão ficando melhores e mais criativas.

fora isso, ainda essa semana vai ter post falando um pouquinho sobre o tal do consumo minimalista: o que é? como começar? o que significa pro meu estilo de vida? por que eu escolhi esse caminho? não percam!

3 comentários:

Anônimo disse...

Olá! Acompanho o blog e gosto bastante, mas esta semana fiquei pensando... estas combinações foram práticas? Porque voce trabalha com crianças não é? E como foi esse tomara que caia na correria? E essas saias sobrepostas, não ficou " muito pano"??
Porque estes looks desta semana, com exceção do primeiro, ficaram parecendo bonitos pra foto, mas não muito praticos...será?
Enfim, continuo te acompanhando, gosto muito dos seus looks e criatividade!!

Kika Tankevicius disse...

"isso é coisa recente, inclusive. quem me conhece a algum tempo já me viu na fase em que eu não saía de casa sem os dedos lotados de anéis e sempre um brinco ou colar PÁ."
lembrei imediatamente do dia do role das migas na casa da Monica que vc estava com aneis em todos os dedos e do nosso role no SESC que vc tava com aneis mais aquele brinco de bonequinhos de ação hahahahahaha
dos comentarios irrelevantes, sempre acho graça do tamanho do seu pézinho nesse tenis verde, parece o pé da barbie de tão pequenininho hahahaha

amei muito a sobreposição com a saia vermelha! amo todas as suas sobreposições, alias, mas sou tão calorenta que só fico pensando que nunca ia conseguir usar sem passar mal de calor.
e essa clça jeans ta entre as roupas mais bonitas que ja vi! quando comprei uma mom jeans era assim que eu queria que ela ficasse, agora ja sei que o caminho é investir em calças masculinas de brechó!

Larissa Rosa disse...

Meu look favorito foi o da sexta <3 eu NUNCA ia saber que era uma saia se você passasse por mim na rua hahahah amo a sua criatividade e estou pensando seriamente em aderir essas sobreposições de saia+saia e vestido+vestido