repete roupa!: semana 23 - uma echarpe dourada que virou saia que virou blusa que virou chale em 6 visus bonitões

segunda-feira, 12 de junho de 2017

semana 23 - uma echarpe dourada que virou saia que virou blusa que virou chale em 6 visus bonitões


tudo começou na semana 22, quando eu planejei todos meus visus baseada em um par de sapatos. turns out que ficou tudo coerente, com paleta de cores, conceito das roupas parecido, tudo como dita o manual da moda minimalista de armário cápsula. eu sou lá molier de ficar se vestindo de acordo com bom senso estético? ah mas não sou mesmo, então pra desordenar um pouco a semana decidi usar essa echarpe dourada como saia em dois visus que destoaram completamente do resto da semana. e, honestamente, foi a saia mais linda que usei em muito tempo.

isso me inspirou MEGA a fazer uma semana-echarpe, e eu tentei variar os usos tanto quanto deu - lembrem-se que cada echarpe é uma echarpe, e a que eu usei tem um certo tamanho e um certo tipo de tecido, então a possibilidade de usos e amarrações não é infinita. com uma echarpe um pouco maior e de tecido mais molinho, dá pra passar o mês inteiro sem repetir amarração, e isso não é uma hipérbole - dá inclusive pra levar aquela canga mara na viagem pra praia e cada dia ter uma saída de banho diferente. pretendo em breve (provavelmente quando o calor decidir voltar a abençoar minha vida) fazer mais uma semana echarpe, com muito mais possibilidades de uso.


a botinha da semana 22 segue aparecendo em muito visus - porque tá frio e é o único par de botas que eu tenho no momento (mas descobri, ao usar tantas vezes seguidas, que essa bota não é a melhor opção pra dias de chuva) - e sinto que com a chegada do inverno tô usando menos muitas roupas que eram campeãs por aqui (a saia florida da semana 2, por exemplo) e tô elegendo outras roupas como minhas companheiras de reprise. é o tal do armário cápsula sem o esforço todo de escolher as 30 peças de roupa, esconder o resto, reavaliar tudo depois de 3 meses.... me parece natural que com o mudar das temperaturas a gente vá mudando as roupas que usa com mais frequência, né? o importante é sentir que a gente tem roupas apropriadas pra temperaturas diferentes e gosta de usá-las - não adianta ter 30 casacos e odiar todos, ou não conseguir combiná-los com o resto das roupas, assim como um armário em que você só tem roupas pra uma única estação também não é lá muito funcional. quando a gente consegue usar todas as roupas que temos, não importa muito a quantidade.

masssss vamos aos visus, que a echarpe é dourada e tá tudo uma riqueza





  • segunda, 5 de junho

comecei a semana com entrevista de emprego, e já falei antes que sempre uso a mesma calça pantalona pra essas ocasiões (dá pra ver um dos meus visus de entrevista aqui, e outro aqui, os dois com a tal da calça). pois que essa semana quis me desafiar a inovar, e já tinha decido repetir uma echarpe dourada essa semana, e convenhamos que dourado não é a cor mais indicada pra entrevistas de emprego. tive que resolver esses dois dilemas: o de usar ouro e o de não usar a calça, e acho que resolvi a situação muito bem. apostei na midi preta de malha, que uso pouquíssimo porque acho ela mega tediosa, mas pra equilibrar uma peça de roupa dourada nada melhor que um pouco de tédio, né.


continuei seguindo a vibe tédio em todos os outros elementos do visu: usei apenas cores neutras, pareei a saia com uma regata branca (branco e preto, gente, tédio total dessa combinação de cores) e fechei tudo com um blazer azul marinho levemente xadrez com remendas nos cotovelos bem estilo professorzinho. boring boring boring. a echarpe? fiz de colete, e por baixo do blazer acabou servindo como uma lapela flamboyant e elegante, deixando o blazer com outra cara - taí uma dica pra quem quer evitar o tédio de usar o mesmo casaco por cima das rôpa tudo, use uma echarpe mara como lapela glam.


nas fotos vocês podem notar que a echarpe tá levemente assimétrica, mais longa de um lado do que do outro, mas isso é apenas porque no dia das fotos não amarrei com cuidado - e só percebi depois que as fotos estavam feitas. no dia da entrevista, os dois lados ficaram simétricos e chiques. vocês também podem notar que o casaco que eu descrevi agora pouco não é o que estou usando. isso é porque alguns dias depois, quando não estava frio, ao invés de deixar o blazer no carro eu o levei pra escola, e estando calor eu claramente esqueci da existência dele e o deixei na escola. cruzem os dedos pra ele ainda estar lá amanhã quando for buscá-lo, porque gosto d+ desse blazer e não tenho como repô-lo - primeiro porque não seria uma necessidade (como as botas da semana passada), segundo porque ele é da zara e, bom, eu não compro mais na zara. (lembrei agora do primeiro blazer azul marinho que tive, feito pela minha mãe após passarmos horas visitando todas as lojas desse brasilzão de meudeus e ouvindo que "azul marinho é uma cor fora de moda, brega" - mais uma razão pra eu odiar tendências: na época tinha blazer PINK sendo vendido, mas azul não tinha).
  • terça, 6 de junho

queria montar um visu trabalhado no preto, mas não queria que o único ponto de contraste fosse a echarpe, então fiz essa sobreposição com a regata de cactus verdinhos. queria usar a echarpe como um chale, mas não queria ficar colocando no lugar o tempo todo, então prendi com um broche. 


um visu muito simples, que com dois elementos extras bem mão na roda - a sobreposição de camisetas e o chale - sai do básico todo-mundo pro básico-criativo. daria, inclusive, pra deixar o look all black mesmo - sobreposição de camisetas pretas (de texturas diferentes, talvez) e echarpe preta. fica tão elegante quanto, e é monocromático e fácil de fazer. ou dá pra deixar só um ponto de cor na echarpe, ou só na regata, ou, quem sabe, nos sapatos ou na bolsa, se você costuma usar bolsa (eu trabalho de mochila dessas práticas funcionais feias e resistentes - e a minha inclusive é promocional, risos, ganhei de uma escola onde trabalhei. a vergonha das vergonhas, gente, mas fazer o que, é o que minha rotina pede, e é a mochila que tenho).


  • quinta, 8 de junho

quarta não teve visu porque trabalhei de casa e quinta quis usar a echarpe do jeito que eu usaria se fosse verão e eu estivesse indo assistir um show ao ar livre durante uma tarde de calor. só que tudo isso apropriado: 1. pro frio e 2. pra ir trabalhar. então pendurei a echarpe no pescoço pra amarrar com um cinto e usar como uma frente-única, mas adicionei o colete masculino e ficou uma vibe meio winter is coming brasuca, que eu curti a beça. namo disse que com o capuz ficou uma vibe assassin's creed, e apesar de eu não jogar muito video game, não me pareceu nada mal.


usei na verdade outra calça jeans, uma com machinhas de tinta que fez meu namo nomeá-la ~~calça pollock~~, mas aí coloquei pra lavar e ela nunca mais secou porque o tempo não tá ajudando, né (mas dá pra vê-la aqui e aqui).


  • sexta, 9 de junho

sexta foi o dia em que notei que havia esquecido meu blazer na escola, mas infelizmente não tive tempo de ir buscar. queria muito usar a echarpe como saia mas não queria repetir o que fiz na semana passada, então fiz uma versão minissaia. tava frio bagarai então: esse foi meu primeiro look com meia calça do ano. completei com a parka que tive que fechar até o nariz pra que meus dentes não caíssem da minha boca, congelados.


  • sábado, 10 de junho

tentei fazer várias outras amarrações mas descobri que minha echarpe era muito grossa e pouco grande pra aplicar a maioria das minhas ideias. essa blusa de um ombro só meio man repeller foi o que deu pra fazer, mas preciso dizer que gostei bastante dessa sobreposição esquisita. essa blusa de um ombro só feita de echarpe é outra ideia que quero tentar novamente no verão, dessa vez sem camsiseta de manga longa por baixo.



  • domingo, 11 de junho

gente!!!!! eu saí de casa!!!! eu fiz coisas!!!!! eu vi pessoas!!!!! e isso merecia um visu daqueles, né. repeti a echarpe-minissaia, a meia calça preta, e troquei a parka pelo moletom da marge, porque domingo na rua merece look divertido. quando esfriou mais coloquei esse casaco de veludo por cima e continuei sendo awesome. meus amigos me perguntaram por que eu estava sem meus brincos de dinossauro e tive que explicar que: veludo + brocado + brilho + marge simpson talvez fosse informação o suficiente pra usar sobre o meu corpo - optei por zero acessórios (nem meu anel de dino usei porque esqueci na casa dos meus pais. muitos esquecimentos imperdoáveis essa semana, preciso ser mais atenta).








no domingo encontrei minha amiga mari e ela me presenteou com o empréstimo mais maravilhoso que uma aficcionada por moda poderia desejar: um conjunto de saia e blusa que foi da mãe dela, usado lá em 1977 na formatura do pai da mari. eu não ia repetir o conjunto essa semana ainda porque queria tempo pra olhar pra ele atentamente, pensar nos visus com calma, afinal: MUITA HONRA. mas acabei tendo que dormir na casa do namo inesperadamente, então hoje, segundona da semana 24, tive que me vestir com o que tinha em mãos: uma echarpe dourada e um conjunto de 1977. dá pra acompanhar os visus durante a semana me seguindo no insta! 







4 comentários:

Anônimo disse...

Nossa, eu achei que não ia ser uma boa essa semana com essa echarpe, mas, menina, gostei tanto que TÔ BESTA. :O

Os looks ficaram incríveis! O do colete com capuz o com pinheirinhos + broche foram meus favoritos! <3

Beijocas!
Bia

patuscada disse...

Oiiiiiiiii! Achei seu blog por acaso e tô completamente apaixonada pela echarpe. De onde é? Você podia fazer um vídeo ensinando as formar de "amarrar" um lenço. Gostei demais de blusa de uma manga só. Parabéns pelo projeto, já favoritei. ;)

mel disse...

oi, patuscada!
a echarpe é de camelô, só que do chile D:
e nas férias vai sair tutorial da echarpe, aguarde!!!!!

Maria Reis disse...

Oi mel, estava procurando uma echarpe assim e achei o seu blog. Não quer vender ela pra mim? Qq coisa me chama no WhatsApp 021993795819